Arquivo

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Um dia..

Dizem que arriscar é a melhor forma de mudar aquilo que não gostamos. Dizem.. Como se o que uma boca espalha pelo Mundo se tomasse por verdadeiro! Mas talvez seja.. Talvez seja preciso sentirmos as borboletas na barriga, o nervosismo quando os olhares se cruzam e no fundo o sentimento é tão reciproco que se torna ridículo não estarmos mais próximos. Apesar de nós estarmos! Eu e tu estamos. Estamos tão próximos que podíamos ser um só. Um dia vou querer sentir o frio de que tu me proteges, a frieza que tu não tens comigo e a falta tua que eu não sinto agora porque estás sempre presente. Um dia? Um dia de chuva, um dia em que os meus cobertores não estejam de folga para eu ter um abrigo. Um dia que não seja fácil, tempestuoso.. Um dia em que eu precise definitivamente de decidir porque é que não somos mais próximos. Um dia que eu tenha coragem, e tu também. Porque nesse dia, mais que em todos os outros, vou valorizar-te tanto quanto mereces, nesse dia vou pedir-te que não me deixes sozinha e nesse dia vou esperar para ver se cumpres todas as promessas que agora fazes.